26/11/13 | 10:05
1º Circuito de Judô do Programa Mais Educação da DDZ Leste I

Cerca de 400 alunos do 1º ao 9º ano de seis escolas municipais, participaram do 1º Circuito de Judô do Programa Mais Educação, com o subtema “Educação integral promovendo a paz e a solidariedade”. O evento foi realizado no sábado, 23, promovido pela Divisão Distrital Zona (DDZ) Leste I da Secretaria Municipal de Educação (Semed), na quadra da Escola Municipal Francica Mendes, bairro São José I, zona Leste da cidade.

Com objetivo de estimular a prática e vivência das manifestações corporais relacionadas às lutas e suas variações, como também a motivação ao desenvolvimento cultural, social, intelectual, afetivo e emocional das crianças e adolescentes, os alunos-atletas participaram nas categorias super ligeiro, ligeiro, meio leve, leve, médio leve, médio, meio pesado e pesado, nos naipes masculino e feminino.

Os alunos das unidade de ensino tem aulas de judô do Programa Mais Educação, uma ação do Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Semed, que oportuniza três horas de atividades, em duas vezes na semana, no período de contra-turno do ensino regular. A operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que disponibiliza kimonos e tatames, além dos monitores, que são professores de educação física da Secretaria.

Segundo a coordenadora do Programa Mais Educação da DDZ Leste I, Maria Elizaude Ribeiro, além da prática esportiva, o judô tem um cunho social muito importante nas escolas da rede, que ficam em localidades de risco, mas com trabalho dos profissionais estão mudando o comportamento dos alunos na família e em sala de aula.

“Nossa meta com esse circuito é divulgar o trabalho dos monitores com nossos alunos. A comunidade precisa conhecer onde foi criado para dinamizar as atividades, além do lado positivo de tirar muitas crianças da ociosidade e trazer para dentro da escola. O Programa Mais Educação abrange outras áreas como capoeira, dança, mas hoje o judô está sendo muito procurada, por isso, surgiu a ideia do circuito para divulgar as atividades do esporte”, afirmando que já saíram vários atletas para participar de competições oriundos das aulas de judô.

Especialista em jiu-jítsu, MMA, submisson, luta livre e judô, o monitor e professor de educação física, Herbert Pantoja Coelho, da Escola Municipal Francisco Guedes Queiroz, bairro Tancredo Neves, destacou seu trabalho com 76 alunos do 1º ao 9º ano, e o aprendizado que eles assimilam com a prática esportiva.

“As crianças desenvolvem o senso de disciplina, começam a se desenvolver melhor na escola, em suas casas, no relacionamento com os pais, amigos, além de tirá-los da ociosidade, do mundo das drogas. A gente visa também combater a prostituição e trabalho infantil. Nós trabalhamos com muita a disciplina, onde o judô faz com que a crianças cresçam com alta confiança de poder vencer e, ser campeã no esporte e na vida”, completou.

Antonio Marques da Silva, 37, motorista, pai de Tiago Ferreira Marques, 9, da Escola Municipal Vila da Felicidade, fez questão de acompanhar seu filho, e no final ficou feliz pela primeira colocação em sua luta. Para ele, o projeto tem ajudado seu menino em casa e na escola.

“Ele sempre tinha esse desejo de participar, lutar, mas por falta de oportunidade e a distância ele nunca teve isso, mas como abriu essa oportunidade na escola, que foi uma benção, ele começou a treinar, está gostando, se dedicando e agora ficou em primeiro lugar. Eu tenho que apoiá-lo agora, porque vi que ele tem talento pra isso, além de ter melhorado com a gente em casa e no colégio”, disse.

Ao final do evento, os vencedores por categorias foram premiados com troféus e medalhas.